PRÉ-GESTAÇÃO
PREPARAÇÃO
GESTAÇÃO

1º MÊS

2º MÊS

3º MÊS

4º MÊS

5º MÊS

6º MÊS

7º MÊS

8º MÊS

9º MÊS
SEU BEBÊ

1º MÊS

2º MÊS

3º MÊS

4º MÊS

5º MÊS

6º MÊS

Tudo o que um pai de primeira viagem precisa saber

Tudo o que um pai de primeira viagem precisa saber

A gravidez, além de tudo o que significa à família, é um período de preparo para uma grande mudança. E toda mudança traz desafios. Quanto mais informados e preparados os pais estiverem, menor a chance de problemas futuros.

Engana-se quem pensa que o homem só começa a ter um papel ativo como pai após o nascimento do bebê. Na verdade, ele é fundamental desde a descoberta da gravidez, dando apoio para a mulher e também aprendendo a lidar com a nova fase que vai viver. Separamos algumas dicas preciosas para ajudar você, novo pai, em todos os estágios do desenvolvimento do seu filho.


GRAVIDEZ:

  • Quanto mais você participa, mais pai você se sente
    A gente entende que as mudanças físicas e hormonais acontecem somente na mulher – e talvez isso faça com que você se sinta um pouco de fora da gravidez. Mas o pai não deve se acomodar, pois essa é a hora perfeita para se envolver em todos os detalhes! Participar da escolha do enxoval, ir às consultas de pré-natal, procurar o pediatra que vai acompanhar o bebê, participar de cursos e buscar informação vai fazer com que você sinta o bebê cada vez mais “real” na sua vida

  • Conversar com o bebê desde a barriga ajuda a criar vínculo
    A partir da 18ª semana, o sistema auditivo do bebê consegue captar o som e distinguir o timbre da voz do pai e da mãe. Antes desse período, sabemos que existe a memória inconsciente, então é importante desde o início da gestação que os pais conversem com o seu bebê. Após o nascimento, essa voz será familiar – e o bebê tenderá a ficar tranquilo e se sentir seguro ao ouvir o mesmo som que ouvia dentro do útero

  • Sua parceira precisa de compreensão e companheirismo
    Guarde uma dose extra de paciência. As alterações emocionais e físicas da gestante podem afetar o seu humor e a sua sensibilidade. Muita conversa, carinho e cumplicidade são fundamentais para enfrentar períodos de mudança

  • Aproveite a gravidez e proponha mais momentos a dois
    Que tal uma viagem a dois antes do bebê nascer, também conhecida como BabyMoon? Renova os ares e alivia o estresse! Tudo isso ajuda no relacionamento e faz com que o casal se mantenha unido


PRIMEIROS TRÊS MESES:

  • É normal se sentir perdido
    Calma, pai. Ninguém nasce sabendo. No início é normal a sensação de insegurança, tanto sua quanto da mãe. Respire fundo e deixe a natureza agir. Confie no seu instinto de proteção e aja sempre com tranquilidade. Lembre-se de que o bebê vai ser reflexo de vocês

  • Você vai dormir de novo!
    As alterações no sono realmente abalam o nosso dia a dia, mas entenda que é uma fase. Alguns bebês são tranquilos e têm mais horas de sono à noite, mas não se assuste caso seu filhote queira permanecer acordado nas horas mais “impróprias” durante os primeiros meses

  • Fique atento a sinais de depressão pós parto e Baby Blues
    Comunique o seu médico sobre mudanças de comportamento, pois tristeza excessiva e depressão podem ocorrer no puerpério – e não só na mamãe, mas em você também! Por isso é muito importante ter profissionais de sua confiança para acompanhar o caso

  • Apoie o aleitamento materno
    Para ter um aleitamento materno de qualidade, a mãe não pode estar estressada ou sobrecarregada. Ela precisa de intervalos de descanso. É papel do pai dar apoio emocional e colaborar com as atividades domésticas nesse período, assim como as atividades que envolvem a rotina do bebê

  • Seja compreensivo com a nova mãe
    Problemas de autoestima pela forma física, insegurança e alterações de humor são comuns entre as mães. Sempre que possível, seja gentil, elogie e faça agrados à sua parceira. É importante que ela se sinta querida e acolhida por você


DE TRÊS A SEIS MESES:

  • Os momentos entre você e o bebê vão ficar cada vez melhores
    O bebê já reconhece e interage com a figura paterna e aquele tão esperado sorriso já chegou! E com ele, os balbucios. Você vai perceber que tudo vai ficar mais fácil: o sono já pode estar melhor e sua segurança em ficar sozinho com o bebê também. Pratique desde cedo um momento só de vocês. Pode ser a hora do banho ou uma volta diária de carrinho pelo bairro

  • Aproxime-se da sua parceira
    A libido em baixa ainda é normal na mulher, mas, para que vocês consigam retomar a vida sexual, não poupe carinhos e agrados à sua amada. Aproxime-se da sua parceira e faça questão de ter programas a dois (nesse caso a três). Mesmo assim, procure assistir um filme ou pedir a comida favorita dela com maior frequência


DE SEIS MESES A UM ANO:

  • Retomando a vida conjugal
    O casal não pode acomodar e se esconder atrás do bebê. Nessa fase, a vida sexual deve ser retomada aos poucos. As horas seguidas de sono do bebê já aumentaram, proporcionando mais tempo aos pais! O bebê já está adaptado à rotina da família, o que deixa tudo mais tranquilo. Lembre-se de sempre procurar um especialista caso esteja com dificuldades

  • Pratique mais momentos sozinho com o bebê
    Agora a mãe já pode passar mais tempo longe do filhote, por conta da introdução de alimentos sólidos, o que te permite dar uma longa volta no parque ou ficar com o bebê em casa. Que tal oferecer uma tarde livre para a mamãe relaxar e encontrar as amigas? Além de fazer um bem danado a ela, você vai curtir momentos únicos com seu filho

E lembre-se: você é capaz de ser um ótimo pai! Só o fato de ter lido a matéria toda, já mostra seu interesse.


Autor: Bepantol® |
Categoria: Gestação > 3º Mês



Posts relacionados


Se você deseja relatar um evento adverso, por favor, consulte o seu médico clique aqui
Se você deseja relatar uma queixa técnica, por favor, consulte o seu médico, por favor, clique aqui.

Comprando Aqui, receba em até 4 Horas
Comprar agora
 

Escolha um parceiro abaixo para comprar agora:

Atenção: Ao clicar em comprar, você será direcionado para uma página externa.